Header Ads

Após processo no Tribunal de Contas, PMDF escolhe banca organizadora

O novo concurso deverá abrir mais de 2 mil vagas


Após liberação do Tribunal de Contas do Distrito Federal, a Polícia Militar local anunciou, no Diário Oficial (DODF) desta quarta-feira (3/1), que a empresa escolhida para organizar seu próximo concurso público será o Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades). Deverão ser abertas 2.024 vagas para o Curso de Formação de Praças (CFP), na graduação de soldado. As chances serão distribuídas entre soldado combatente (500), soldado especialista corneteiro (18) e soldado especialista músico (6). As demais 1500 oportunidades serão para formação de cadastro reserva.

O processo corria no TCDF desde fevereiro de 2017, por iniciativa do deputado Professor Israel (PV-DF), que, devido a irregularidades registradas no último concurso do Corpo de Bombeiros, não concordou com a escolha do Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistência Nacional (Idecan) como banca do concurso da PM.

O novo certame será composto por prova objetiva, redação, teste de aptidão física, avaliação de exames médicos, pscicológicos, investigação da vida pregressa e social do candidato e, para quem se inscrever para músico, haverá também uma prova prática instrumental.

Histórico
A última seleção foi em 2012, e ofertou mil vagas para soldado permanente da corporação, dentre elas 964 eram para soldado combatente (790 para homens, e 174 pra mulheres; 24 para soldado corneteiro (ambos os sexos) e 12 para soldado músico (ambos os sexos, e diversas especialidades).

Tecnologia do Blogger.